Pular para o conteúdo principal

tempestade em um copo d'água


É muito difícil lidar com pessoas que estão o tempo todo levando tudo aos extremos, e não conseguem enxergar o que realmente tem em nosso coração. Já parou pra perceber que quem pode estar com o mal por dentro é você?
As vezes nós ficamos tão preocupados se os outros não estão querendo nos prejudicar que acabamos nos prejudicando, tomando atitudes de “defesa” que poderão ser usadas contra nós, não que talvez a outra pessoa esteja planejando isso, mas quando nós estamos muito preocupados com determinada situação, e temos medo acabamos vendo fantasmas em tudo.
É assim que acontece com o ciúme, é assim que se acaba com um casamento, é assim que se acaba com uma amizade, é assim que se acaba com qualquer tipo de laço interpessoal, qualquer espécie de relacionamento.

Se tem uma frase de Jesus que eu sempre medito comparando as minhas atitudes com ela é: “sedes mansos como uma pomba, mas astutos como uma serpente”. Observe! Sedes mansos como uma pomba, devemos ser mansos, não falsos. Devemos ter a mansidão dentro da gente, lembre-se sempre, tudo que é bom e permanente tem que começar de dentro pra fora. Uma pessoa que aparenta ser calma não significa que ela seja realmente calma, ou que ela seja pura de coração, pelo contrário, pode ter muitas coisas ruins guardadas e que são tão vergonhosas que a pessoa não tem coragem de expor. Isso não significa que todo tímido tenha um mal a esconder, mas é certo, todo tímido tem uma ferida de estimação. Sabe aquela que você não deixa ninguém tomar, cuida todo dia, alimenta e ver ela crescer a cada dia e se não tomarmos cuidado vira uma ferida tão grande que começa a nos cegar, e deixamos de ver a vida com olhos sadios, porque só temos olhos pra aquela ferida que cuidamos com todo ardor. O que não significa que os extrovertido sejam todos sinceros, e que não tenham feridas, pelo contrário, muitas vezes esse jeito disfarça muitas incertezas que essa pessoa talvez traga consigo. Claro que toda regra tem suas exceções. Mas ser manso de dentro pra fora é você não ter o mal  no seu coração, não estar preparado para fazer o mal ao outro, não estar o tempo todo olhando com um olhar maldoso as atitudes das pessoas ao nosso redor. Se maldarmos tudo o que vemos nos tornaremos pessoas sozinhas e amarguradas, pois não vamos conseguir enxergar os nossos próprios males, a pessoa que traz esse medo consigo ela tem tanto medo de se ferir vai se fechando tanto ao ponto de qualquer coisa dar em confusão, e aí vira aquela tempestade em um copo de água.

Mas astutos como uma serpente, a serpente ela é muito atenta, por ela não enxergar direito, ela tem seus sentidos sensoriais muito aguçados, ela enxergar o mundo pelas ondas de calor, quando você se movimenta seu corpo produz calor e é aí que ela te percebe. A pessoa astuta é diferente da pessoa esperta, a pessoa astuta está atenta as suas próprias atitudes e não nas das outras pessoas, pois não tem melhor defesa do que a coerência nas suas próprias atitudes, se você não faz nada de mal nada tem a temer. A pessoa esperta se precipita e age antes de que qualquer coisa aconteça, mas nessa vida a lei do retorno devolve àquela pessoa a maldade que ela lançou ao seu próximo em dobro. A pessoa astuta não, ela não procura enxergar os defeitos alheios, está atenta aos seus próprios erros e os combate, mas é necessário também estar ciente de que o mundo não é um conto de fadas, não confiar nas pessoas plenamente. “maldito o homem que confia em outro homem”. As pessoas tem tantas limitações quanto nós, devemos estar atentos as pessoas sim, mas não com medo dela estar querendo nos fazer o mal, mas sim para sabermos qual é a fraqueza daquela pessoa, para ajuda-la e também para se precaver. Se você tem um amigo alcoólatra você não vai oferecer bebida à ele, ou vai pedir para ele tomar conta do seu copo enquanto paga a conta, bebida é a fraqueza dele, não pode exigir isso dele. Pelo contrário deve ajuda-lo a se afastar dela! A melhor maneira de se conhecer uma pessoa é pelos seus frutos, quais são os seus frutos hj? Na sua família, na sua casa, no seu trabalho? Se eles são bons. Parabéns!! Mas se não são, não se engane. Alguma coisa tah de errado. Não acredite no que as pessoas são por fora, no que falam de bonito, (ou escrevem haushuahsauhs) mas veja os frutos. Uma árvore ruim não dá frutos bons, nem uma árvore boa dá frutos ruins. Não faça tempestade em um copo de água, se prevenir não é estar pronta pra “dar o bote”, mas é estar pronta para agir se necessário quando necessário, com coerência. E lembre-se sua defesa não precisa ser um ataque.

Annie Wallker


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfim... Crismada

Este foi um momento muiito importante pra mim, e pra vocês entenderem um pouco sobre ele vou falar um pouco sobre este sacramento da igreja católica.
Confirmação ou Crisma
A finalidade dos Sacramentos é para tornarmos um sinal de testemunho de vida; é para identificar-nos cada vez mais com Cristo. Não é para só sentirmos bem, pagar ou cumprir promessa.
Por que recebemos o Sacramento da Crisma, chamado também Confirmação? Comumente dizemos que a Crisma no faz soldados de Cristo, que confirma o Batismo, Sacramento adulto que dá responsabilidade. Uma só coisa a Igreja nos garante sobre este Sacramento. A crisma nos concede com
 plenitude o Espírito Santo. Qual o sentido do Sacramento da Crisma? Podemos dizer o seguinte: Todos os 
Sacramentos são Sacramentos de Cristo, mas um deles, a Eucaristia, é por excelência o Sacramento de Cristo. Assim, todos os Sacramentos são do Espírito Santo, mas um deles, a Crisma ou Confirmação, é por excelência o Sacramento do Espírito Santo.
Para melhor compreendermo…

Resenha do livro: Ágape.

O livro do Padre Marcelo Rossi nos fala sobre o amor divino, o mais puro e livre, incondicional. Livre de segundas intenções, de julgamentos. Ele nos mostra que o amor ao próximo, nos aproxima a cada dia mais de Deus, visto que, amando ao próximo como a nós mesmos, estamos amando ao Pai. Nos fala da criação do universo, das trevas à luz. O Padre enfatiza os textos da Bíblia, o livro sagrado, que contam a trajetória terrena de Jesus, seus ensinamentos e o julgamento pelo qual passou, para que o amor de Deus pela humanidade fosse provado. Amor este que não é capaz de discriminar-nos pela cor da pele, pelo sexo, religião e etc., mas que já nasce com o ser humano, sendo ele, naturalmente capaz de amar e não de odiar. O ódio que, infelizmente, acontece no coração do homem, é fruto de ações mesquinhas. Mas, temos como missão, ensinar aos nossos irmãos o amor como verbo de ação: amar. O Padre Marcelo nos fala também sobre a morte como passagem para a vida eterna. E que é na vida que temos qu…