sexta-feira, 6 de julho de 2012

Uma constituição inconstitucional


Nossa constituição está mais para um livro de contos românticos do que para um conjunto de leis, regras e normas estabelecidas para manter a ordem e a paz.
Por falar nisso, o próprio poder executivo tem sido prova de como "ser inconstitucional" indo contra princípios tão importantes e básicos em nossa constituição com o da EFICIÊNCIA, PROPORCIONALIDADE, MORALIDADE, acho que nem preciso continuar, não é mesmo?
Como confiar em um Estado que não respeita as regras que ele mesmo criou? Como confiar em governantes tão hipócritas e sensacionalistas? Confiar em um povo que sofre há anos, e mesmo assim, persiste em agir com irresponsabilidade diante das urnas?
É tão bonita e motivante a Constituição Federal, é tão lindo estudar direito, mas sinceramente desconheço o porquê da nomenclatura desta disciplina, já que na vida real nada está direito, está tudo errado. Talvez fosse mais correto e mais eficaz colocar o "direito" como uma matéria dentro da literatura, já que parece uma coletânea de leis e normas que não produzem efeitos diante do povo que segundo a CF é o seu principal objetivo. Então melhor seria ficar na pratilheira como mais um livro, do que criar tantas falsas esperanças nos corações alheios, que imaginam que algum dia possam se fazer valer de seus direitos.
Para mim é INEFICAZ, DESPROPORCIONAL, e  BURRICE diga-se de passagem, todo o descaso com a educação pública, dando ênfase para o caso atual da greve dos professores da rede Federal de ensino, diversas instituições de ensino superior e médio no país inteiro, suplicando somente um pouco mais de dignidade, apenas um pouco desse dinheiro que entra pelas meias, cuecas, perucas (e sabe-se lá mais por onde), só que de forma digna, sem corrupção com o suor do trabalho.
Se os professores são preguiçosos(como alguns pensam), então para que cargos d'água o camarada iria estudar tantos anos, seria melhor e mais fácil virar palhaço e depois deputado! Quem luta pra estudar principalmente sabe que não é fácil, chegar onde eles chegaram, para um cara se tornar professor de uma instiuição federal, o camarada tem que dedicar a sua vida inteira para aquilo, e pra que? pra ficar gritando na rua para ninguém escutar? Para tomar todas as medidas cabíveis, dentro da lei, para causar alguma reação do governo e ainda por cima ter seus dias de greve( que segundo a constituição é um direito do trabalhador) descontados? Por que ninguém desconta o valor da conta de telefone pelo menos do salário da presidente? por que no lugar de descontar dos professores, não desconta dos deputados e senadores? Posso garantir que economizaria muito mais!!!

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2014 Coisas de Annie