sábado, 5 de abril de 2014

Corrente do bem... hoje eu to zen!


Uma vez aconteceu uma coisa, que no momento nem nós entendemos, mas depois fez muito mais sentido. Um dia, na volta da faculdade, aconteceu de minha amiga e eu encontrarmos uma senhora rodeada de pessoas passando mal. Lábios roxos, desacordada, todos tentando chamar a SAMU, e advinha? O telefone só dava ocupado. Vê se isso é possível?!
Encontramos um carro da  policia civil fazendo uma ronda, eles pararam passaram um rádio para a SAMU e simplesmente foram embora. Ficamos lá, estava cheio de gente também, apareceram algumas pessoas que faziam enfermagem e tentaram acudi-la. Mas tava difícil.
Enfim, a SAMU chegou, ela estava sozinha, então minha amiga e eu decidimos ir junto com ela. Sim, também achamos meio loucura, porque fomos parar num lugar que não tínhamos idéia de como sair depois.. hihihi... mas sentimos forte no nosso coração, lembramos de nossas mães, e fomos. Lá a acompanhamos até chegar a família que só chegou lá pras 20h da noite, o incidente aconteceu por volta de 13h. Quando chegaram os exames, o médico nos mostrou que ela havia sofrido um infarto, naquele momento, percebemos que se ela tivesse sozinha talvez tivesse piorado.
Aconteceram muitas coisas naquele dia no UPA de Nilópolis (eu acho que era de lá RS), mas porque estou contando isso? Uma coisa ficou muito forte no meu coração naquele dia, o quanto pequenos gestos, que as vezes temos a oportunidade de fazer, podem fazer a diferença pra nós mesmos. Eu confesso, que eu estava muito desacreditada do mundo e de tudo, mas com isso aprendi, que a esperança só acaba quando a deixamos morrer, porque quando não há ninguém para nos dar a esperança de um mundo melhor, nós podemos ser a esperança de alguém em mundo melhor, e quando acendemos essa chama no coração de alguém, é o nosso coração que incendeia de uma paz e uma alegria, de ter tido a chance e de ter feito a coisa certa, no momento certo.
E quando acendemos essa luz no fim do túnel, no coração de alguém que não acreditava mais em gentileza e solidariedade, essa pessoa passa a ter esperança e essa esperança a faz realizar uma boa ação que acenderá a mesma luz no coração de outra pessoa, e assim se cria uma corrente de luz, que nessa a gente pode confiar.

Óbvio que não são todos os corações que conseguiram acender essa esperança, até porque, tem gente que a vida já a desenganou tanto, que precisa de uma intervenção divina pra poder acreditar, quando acredita. Mas a nossa parte devemos fazer. Compartilho essa história, porque ela me fez tanto bem, ela acendeu a esperança em mim de que o mundo tem jeito sim, e isso tem que vir de nós mesmos, que gostaria de compartilhar pra dizer que o bem foi feito para nós mesmos, recebemos mais do que doamos, quando doamos de coração e sem interesse de receber em troca.


0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2014 Coisas de Annie