Pular para o conteúdo principal

Eleições 2014 e o discuso do ódio


A mudança, para além dos políticos, tem que ser da população, não só na hora de votar, mas na hora de exigir e de fazer cumprir os deveres que possuem (é gente nem só de direitos vive o homem). Não é porque Dilma foi eleita que a gente tem que engoli tudo que ela vomitar na gente, as ações e políticas públicas quando possuem um impacto positivo devem ser de Estado e não de Governo. Só falta agora exigirem direito autoral para políticas públicas ("eu que fiz e decido quem pode fazer"). A reforma política tem que começar pelo povo. Uma mudança de pensamento para ter uma mudança de comportamento e modo de ver política (que sim, infelizmente, política é algo necessário) e ser políticos (pq todo cidadão, de certa forma, é um ser político, todos votam, todos têm direitos e deveres a serem cumpridos)

Não concordar com o voto alheio é compreensível, até porque o voto é mais que uma ato democrático, decide o futuro de todos e não só de alguns. Mas sai por aí fazendo discursos de ódio, é inadmissível para qualquer dos lados. As urnas não decidiram o final do brasileirão, vejo as pessoas ainda defendendo os candidatos como se fossem seu time do coração. Peraê. Agora já foi, o mundo não tah perdido, não vai acontecer o apocalipse zumbi, mas sim temos que nos planejar pq virão tempos difíceis que seriam difíceis se qualquer um ganhasse. Temos que repensar novas ações, não podemos deixar de lutar ou desistir do país por causa disso.

Ainda somos uma só nação, um reino dividido não subiste. A união que faz a força não a divisão. Orgulhos a parte, ainda temos que amar o Brasil mesmo discordando entre si. Não é assim uma família? mesmo discordando entre si muitas vezes, mas quando precisam estão juntos? Assim que temos ser, afinal somos todos da família brasileira.

Não digo que temos abaixar a cabeça pra tudo, mas disseminar o ódio e criar um "lado A" e um "lado B" não é solução do país.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enfim... Crismada

Este foi um momento muiito importante pra mim, e pra vocês entenderem um pouco sobre ele vou falar um pouco sobre este sacramento da igreja católica.
Confirmação ou Crisma
A finalidade dos Sacramentos é para tornarmos um sinal de testemunho de vida; é para identificar-nos cada vez mais com Cristo. Não é para só sentirmos bem, pagar ou cumprir promessa.
Por que recebemos o Sacramento da Crisma, chamado também Confirmação? Comumente dizemos que a Crisma no faz soldados de Cristo, que confirma o Batismo, Sacramento adulto que dá responsabilidade. Uma só coisa a Igreja nos garante sobre este Sacramento. A crisma nos concede com
 plenitude o Espírito Santo. Qual o sentido do Sacramento da Crisma? Podemos dizer o seguinte: Todos os 
Sacramentos são Sacramentos de Cristo, mas um deles, a Eucaristia, é por excelência o Sacramento de Cristo. Assim, todos os Sacramentos são do Espírito Santo, mas um deles, a Crisma ou Confirmação, é por excelência o Sacramento do Espírito Santo.
Para melhor compreendermo…

Resenha do livro: Ágape.

O livro do Padre Marcelo Rossi nos fala sobre o amor divino, o mais puro e livre, incondicional. Livre de segundas intenções, de julgamentos. Ele nos mostra que o amor ao próximo, nos aproxima a cada dia mais de Deus, visto que, amando ao próximo como a nós mesmos, estamos amando ao Pai. Nos fala da criação do universo, das trevas à luz. O Padre enfatiza os textos da Bíblia, o livro sagrado, que contam a trajetória terrena de Jesus, seus ensinamentos e o julgamento pelo qual passou, para que o amor de Deus pela humanidade fosse provado. Amor este que não é capaz de discriminar-nos pela cor da pele, pelo sexo, religião e etc., mas que já nasce com o ser humano, sendo ele, naturalmente capaz de amar e não de odiar. O ódio que, infelizmente, acontece no coração do homem, é fruto de ações mesquinhas. Mas, temos como missão, ensinar aos nossos irmãos o amor como verbo de ação: amar. O Padre Marcelo nos fala também sobre a morte como passagem para a vida eterna. E que é na vida que temos qu…